artigo

ISSO É COISA DE “VELHO” – COMPRAR?

       As gerações mais novas não querem ter um carro, isso é coisa de gente velha. O que de fato importa é ter acesso e não posse. Todos estamos começando a vermos verdadeiramente, como parte de uma única família. Uma visão que concebe a humanidade como uma única família e o planeta ou a biosfera como a comunidade que se compartilha.

       Precisamos ter clareza de nossos valores para saber do que realmente necessitamos. Será que você não está desejando ter mais do que precisa? Espero que não. Normalmente nos enchemos de contar, reuniões, projetos, além do que realmente precisamos, e isso nos esgota, fisicamente, porém, mais emocionalmente. O tempo parra usufruir nossas conquistas é gasto no querer mais.

       Essa mesma busca desenfreada às vezes nos faz criar mais, produzir mais, querer vender mais, e assim esgotamos nossas fontes, tanto a natureza, quanto os que atuam nessa materialização, por exemplo, colaboradores, parceiros, fornecedores, etc...

      As organizações e a sociedade estão interligadas. Por isso é preciso haver consciência social nos negócios, intenção de compartilhar valor com a sociedade. O sucesso de uma organização vai depender do sucesso desta interligação. Pena que essa noção ainda seja muito recente e poucos ainda entende o que realmente isso significa.

       Daqui para frente as necessidades da sociedade e do planeta determinarão as necessidades das organizações e definirão o mercado. Para sobreviver e transformar, vamos precisar nos conectar com novas habilidades comportamentais, técnicas e novos conhecimentos, principalmente o autoconhecimento.

       O sistema de valores da humanidade vem mudando. Tenho visto cada vez mais pessoas preocupadas com ele contribuindo para a humanidade de forma mais tangível do que qualquer organização ou governo, os quais estão sendo cada vez mais cobrados por suas atitudes e pelas ideias que disseminam.

       Pense comigo: quando você cria um produto, um negócio, ou um projeto, tem pensando em quanto dinheiro vai ganhar com aquilo ou o quanto pode realmente apoiar a vida das pessoas? Quantas vezes você pensa no impacto das coisas que está fazendo?

      Quantas vezes você tentou compreender verdadeiramente os sentimentos e as emoções que motivam as pessoas que se relacionam com você e sua empresa, negócio? Tentou sentir o que elas sentem como se estivesse na mesma situação? Infelizmente não é sempre que paramos para pensar verdadeiramente no outro. Mas a mesma força que temos para materializar o dinheiro, tudo que é material, temos para promover energia vital, mudanças e ações transformadoras.

       Nesta nova era vamos precisar ser mais empáticos e buscar maior harmonia entre dinheiro e valores. O fato é que este alinhamento começa de uma única forma: em você. Você se sente bem com o que anda fazendo? Esta em paz? Seu carro, sua casa, sua roupa, seu estilo de vida, tudo isso, além da forma como você tem se comportado, representa seus valores? Você está de acordo com eles?

       Muitos estão percebendo que quanto menos quiserem ter, menos dinheiro precisarão, e estão se movendo e outra direção, na qual trocar, pegar emprestado, comprar em grupo, passa a ser uma alternativa para uma vida mais leve e mais feliz. Outros ainda já estão compreendendo que quanto menos temos mais felizes somos, pois podemos fazer escolhas de carreiras, lazer ou relacionamentos, pautados no que realmente acreditamos. No que é essencial. Na era do compartilhamento, o acesso vale mais que o ter – não precisamos mais comprar alguma coisa para ter acesso a ela.

       Hoje por exemplo, não faz mais sentido uma campanha do passado, que me lembro bem: “Compre Caloi, Compre Caloi”, se você pode alugar uma bicicleta, somente quando precisar usá-la. Veja o exemplo do AIRBNB, a maior rede hoteleira do mundo, sem se quer ter um hotel próprio. De fato, quem não se transformar vai perder relevância.

CRIATIVIDADE | INOVAÇÃO | ESTRATÉGIA

Mentor | Professor | Palestrante | Facilitador   
❤️ #inspirar pessoas #transformar negócios
????Transformador de Negócios
 Inscreva-se em: 
https://rodrigoschilling.com.br/site/cursos